Follow @ReeParra
Timing is everything
Angélica Oliveira
E antes de tudo acabar, eu tentei fazer dar certo. Mas quando não é pra acontecer, os temporais são constantes.
Nova York, 1983. (via exultares)
A verdade é que a sociedade de hoje, em sua maioria, é tão pobre! De espírito, de coração, e principalmente de uma coisa que muda tudo: personalidade. Me faz doer muito pensar em quantas pessoas com talento e alma são desprezadas e rejeitadas no mundo de hoje, enquanto os “populares”, “topzinhos” são justamente aquelas pessoas mais sem cérebro possíveis. Mas isso é matemática, cara. Nada mais lógico. Num mundo onde a maioria das pessoas nasce escrota, é estatisticamente óbvio que a maioria a se destacar vai ser assim também. As pessoas gostam daquilo que se identificam. Gente escrota admira gente escrota, e vai ser sempre assim. Por isso é muito mais fácil você ser reconhecido fazendo parte de um grupo de maconheiros sem cérebro, do que de um grupo de pessoas de personalidade, talento, inteligência, pensamento aberto… (Não julgo a maconha, até porque existem pessoas talentosas que fumam, mas estou generalizando de acordo com a grande maioria de hoje em dia ao nosso redor). Às vezes, por um segundo, um minuto, uma hora, uma madrugada inteira talvez, eu desejo viver num num mundo utópico onde as pessoas mais valorizadas são justamente aquelas que tem valor. Num mundo onde música popular e reconhecida é música boa, e não uma música pobre. Numa sociedade onde o carinha top da escola é aquele que melhor escreve, melhor fala, aquela menina que melhor desenha e aquele grupinho com as melhores ideias que muitas vezes são desprezadas e expostas ao ridículo. Num mundo onde números em uma rede social não representem quem você é. Sei lá, só seria bom viver num mundo onde qualidade valesse mais que quantidade, e que eu não tivesse que me decepcionar e sentir vergonha alheia da maioria das pessoas que eu tenho que aturar todos os dias. Todo mundo gosta de ter amigos, se sentir mais bonito por ter uma certa quantidade de curtidas em uma foto, uma quantidade legal de seguidores pra poder expor o que você pensa. É auto-estima, faz bem. Mas não confunda auto-estima com objetivo de vida. Porque se for pra viver em uma sociedade onde ser popular é ser um lixo, eu prefiro ser um zé ninguém.
João Pedro Bueno  (via verbografos)
Isso é amor? Não sei, mas só pode ser. Não acho outra explicação. Meus pensamentos, dia e noite, te pertencem. Meus sonhos, noite e dia, são teus. Meus planos sempre te incluem. Só queria saber aonde você se encontra. Dentro de mim? Sempre. Perto de mim? Nem sempre.
Clarissa Corrêa.   (via verbografos)
Lindo é quando dois olhares se cruzam e dois sorrisos aparecem.
Gabriel Alex.  (via dose-de-poesia)
Ei, isso na sua cara é um sorriso ou um disfarce?
Enzo Menezes  (via sujeitando)
Reciprocidade! É isso que faz as coisas darem certo. Na atenção, no carinho, na lembrança, no amor…
— Pedro Bial (via acasadoacaso)
THEME ©